Amianto

Compartilhe sustentabilidade para alimentos, consumo consciente, vida, transporte, casa e educação:

Você já ouviu falar sobre o amianto? Este mineral está extremamente presente em alguns objetos do dia a dia eletrodomésticos, cabos, móveis, entre muitos outros produtos tão usados os nós! Se interessou mais e quer saber tudo sobre o amianto? Contaremos tudo para você!

Você sabe o que é amianto?

Vamos entender direitinho o que é o amianto. Ele é uma fibra de origem mineral e natural e que conta com habilidades que chamam a atenção, sendo elas: resistência a temperaturas muito altas, flexibilidade e durabilidade, resistência a ação de ácidos, bom isolante acústico e elétrico, tem boa qualidade, entre outros.

Os diferentes tipos de amianto encontrados no mercado são materiais de baixo custo, o que agradou bastante aos consumidores, ao ponto de o produto receber a alcunha de “mineral mágico”. Graças ao seu baixo valor, este mineral foi utilizado em larga escala por muitos anos.

O problema é que, com o passar do tempo, foram notificados diversos casos de pessoas apresentando contaminação por amianto, uma vez que o corpo humano não consegue expelir este mineral de seu organismo.  A doença provinda do acúmulo de amianto recebeu o nome de abestose (que é popularmente conhecida como pulmão de pedra), pois este mineral também pode ser encontrado com um nome diferente, abesto.

Uso de amianto no dia a dia

Nós já descobrimos que o amianto é um mineral que há mais de um século tem sido utilizado em larga escala em todo o mundo. Mas afinal, qual o uso deste material no dia a dia? O uso é mais comum do que se imagina!

Problemas do amianto

Os problemas vindos deste mineral se apresentam exclusivamente na saúde do ser humano, uma vez que ele é amplamente utilizado em construções civis. Os materiais feitos a partir do amianto soltam bastante pó, este que costuma ser inalado em grandes quantidades pelos trabalhadores (e, algumas vezes, também são ingeridos).

A exposição prolongada a este pó tende a causar uma reação inflamatórias nas vias aéreas e pulmonares, de início. O pó é composto de partículas muito finas, que alcançam os pulmões com facilidade e esta é uma inflamação que piora com o tempo, o que a caracteriza como uma doença progressiva. A inflamação por tempo prolongado resulta na perda da capacidade respiratória.

Outro problema observado é que as fibras do pó de amianto estimulam mutações nas células do pulmão, o que, com os anos, pode resultar em diferentes tipos de tumores e, consequentemente, em câncer de pulmão. Como as partículas inaladas não saem do organismo, é possível que o câncer de pulmão venha a aparecer décadas depois de o indivíduo ter inalado esta poeira, dificultando assim o trabalho dos médicos na identificação da causa do problema.

Indústria do amianto

No Brasil, é produzido anualmente cerca de 200 mil toneladas de amianto. Dessas 200 mil toneladas, 60% é exportado para países como Índia, Tailândia, México, Colômbia, etc. O Brasil abriga a terceira maior mina de amianto do planeta. A mina está situada em Minaçu, no estado de Goiás e seu nome é Canabrava. Esta mina conta com sua capacidade de extração para mais de 50 anos, e por meio dela são geradas cerca de 280 mil toneladas de fibra de amianto por ano.

Inalação de amianto

A inalação do pó da fibra de amianto é o que viabiliza todos os problemas de saúde já citados anteriormente. Há duas formas de inalar este pó, sendo elas:

  • No ambiente de trabalho: Esta é a principal forma de inalação de amianto. As atividades que apresentam o risco mais elevado são: mineração, moagem e ensacamento de asbesto, fabricação de produtos cimento-amianto, fabricação de materiais de fricção e vedação, instalação e manutenção de vedações térmicas industriais, fabricação de têxteis com asbesto, instalação de produtos cimento-amianto.
  • Ambiental: Contato com roupas ou objetos que foram contaminados pela fibra; morar próximo às fábricas, minerações ou áreas também contaminadas; ir a lugares onde há produtos de amianto degradados; presença de amianto na natureza ou em depósitos ou descarte de produtos.

Partículas de amianto

O amianto é amplamente conhecido como uma fibra mineral que é utilizada em diversos serviços no dia a dia. O que a maior parte das pessoas não sabe é que este é um material que solta muitas partículas que são especialmente perigosas à saúde. O pó de amianto que é observado quando algum produto de amianto quebra, são as suas partículas. Elas podem ser encontradas suspensas no ar ou em repouso.

Poeira de asbesto

Asbesto é um nome diferente dado ao que conhecemos atualmente com o amianto. As partículas de amianto citadas anteriormente também são conhecidas por poeira de asbesto. Ela recebe este nome pois o pó provindo do uso de produtos com amianto costuma se acumular nos lugares, assim como a poeira comum.

Tipos de amianto

No mercado, é possível encontrar dois tipos de material que têm sua base de amianto:

  • Serpentinas, estas conhecidas como amianto branco (válido acrescentar que apenas este é comercializado no Brasil).
  • Anfibólios, estes, por sua vez, conhecidos como amianto marrom, azul, entre outros.

Quebra do amianto

O que acarreta problemas à saúde não é o manejo de produtos que tenham como base este tipo de material no dia a dia, e sim as peças que se quebram, pois é neste momento em que são liberadas as perigosas partículas de amianto.

Telha de amianto

As telhas são alguns dos produtos mais perigosos envolvendo amianto, uma vez que me sua colocação é comum que se façam furos na mesma para a colocação de pregos. É a partir destes furos que a poeira de asbesto se espalha pelos locais.

Produtos com amianto

Seu uso é, em maior parte, na área da construção civil de países menos desenvolvidos, uma vez que este mineral é proibido em países mais desenvolvidos devido aos problemas que traz à saúde. O amianto é empregado na criação de telhas para casas, pastilhas de freios de diversos tipos e na fabricação das caixas d’água.