Cisterna

Compartilhe sustentabilidade para alimentos, consumo consciente, vida, transporte, casa e educação:

A escassez de água é uma realidade em todo mundo, por isto cada vez mais pessoas têm optado pelo uso de cisternas em sua casa. A cisterna é um sistema que consiste em fazer a captação e o armazenamento da água da chuva. Este é um sistema voltado para o abastecimento doméstico e seu uso é indicado para atividades que não exijam o uso de água potável.

Você já ouviu falar em cisternas? Não? Fique atento a este texto, pois com ele você descobrirá o que é, como ter a sua e como ela mudará a sua vida!

Se interessou e quer saber mais? Confira!

Como cisternas residenciais podem ser uma forma econômica e sustentável

Como economizar água? Esta é uma pergunta pertinente para se fazer nos dias atuais. Um tema que requer uma grande pesquisa, demanda esforço e dá abertura para um debate fundamental sobre como nós utilizamos nossos recursos atualmente.

Depois de entender melhor o que é e para que servem as cisternas, vamos te mostrar porque o uso dela é econômico e sustentável, confira:

  • Ecológica: a cisterna lhe ajudará a economizar até 70% do seu consumo atual de água. Melhor ainda, a cisterna lhe permite direcionar a água da chuva para usos específicos, como por exemplo a descarga e a irrigação de plantas. Vale lembrar que as descargas são as responsáveis por 40% do consumo residencial de água.
  • Econômica: A cisterna trará uma diminuição considerável do valor da sua conta de água, uma vez que utiliza a água vinda da chuva, e com isso você se livrará dos aumentos constantes cobrado pelas companhias de abastecimento de água.
  • Prática: as cisternas levam normalmente de 5 a 7 dias para serem instaladas. Ou seja, em uma semana você já conseguirá economizar água em sua residência!

Tipos de cisternas

Nós já sabemos que a ideia de economizar no fim do mês nas contas de água desperta o interesse de muitas pessoas, não é mesmo? Porém, é extremamente necessário que haja atenção redobrada na forma que as pessoas armazenam a água da chuva, uma vez que se ela for contaminada, ficará inutilizável para qualquer tarefa doméstica, mesmo aquelas que não necessitam que a água seja potável.

Devido a este fator, é necessário que seja de conhecimento os tipos disponíveis de cisternas, para que assim você reconheça qual é o modelo mais adaptado a você e, desta forma, faça uso de sua cisterna da melhor forma possível. Venha conferir:

  • Cisternas de alvenaria: Este modelo de cisterna pode ser construído a partir de materiais muito fáceis de serem encontrados no mercado, tais como: cimento, tijolos e cal. Para este modelo de cisterna é necessário que haja uma mão de obra mais acostumada a trabalhos mais pesados, uma vez que exigirá tempo e esforço. Será necessário um maior investimento financeiro de sua parte, considerando-se que esta será uma grande obra civil. Este tipo de cisterna demanda um espaço grande para ser construído e, desta forma, comporta uma grande capacidade armazenamento de água.

Este é um dos modelos mais utilizados na região nordeste do país. Porém, não oferece nenhuma proteção contra a proliferação de algas e microorganismos. Também não garante o fechamento total da estrutura, e isto poderá comprometer a qualidade da água no reservatório, além de ser um possível foco para mosquitos da dengue.

  • Cisternas de fibra de vidro: Este modelo de cisterna normalmente é associado ao plástico. Isto confere uma maior resistência à peça, porém, é necessário reforçar que este modelo de cisterna apresenta uma estrutura mais simples que o plástico remoldado. Esta cisterna apresenta um custo mais baixo no mercado e tem seu custo mais acessível que as cisternas de alvenaria citadas anteriormente. Entretanto, este modelo apresenta inconvenientes a mais em relação às exigências sanitárias. Este modelo também apresenta uma vedação um tanto quanto precária, e desta forma pode vir a se tornar uma porta de entrada para o mosquito transmissor da dengue: Aedes aegipty.
  • Cisternas de plástico/politileno: Este modelo é atualmente o mais seguro. Ele apresenta uma grande resistência e pode ser encontrado em diversos tamanhos. São construídos em material atóxico, de forma a manter a qualidade da água e normalmente são confeccionados em material reciclável, para o caso de você vir a trocar a sua cisterna. Este modelo apresenta uma ótima vedação, protegendo você e sua família de ameaças como a dengue ou microrganismos que podem vir a trazer doenças. Como há uma grande variedade de tamanhos, formas e marcas, o preço deste modelo de cisterna costuma variar bastante no mercado. Muitos modelos deste tipo de cisterna são modulares, ou seja, é possível aumentar a sua capacidade de armazenamento de água apenas acoplando outras peças a cisterna inicial. Não é legal?

Qual o valor de uma cisterna

Agora que você já descobriu quais os tipos de cisternas são possíveis se encontrar por aí, você deve estar se perguntando qual a média de preço para ter a sua própria, não é mesmo? Vamos explicar tudo o que você precisa saber, vem entender!

Primeiramente, é necessário que você tenha bem esclarecida a ideia de que o valor que você vai pagar não vai ser apenas no reservatório em si, que é a parte visível quando toda a estrutura está pronta. Você também precisa considerar todo sistema de captação e de transporte da água (ou seja, tubulação juntamente com acessórios), que são itens essenciais para que a sua cisterna funcione corretamente.

Justamente por isso é difícil de se passar uma média de valores, já que o custo vai variar com o tamanho, o material, as peças que você usará, a mão de obra, entre outros. Para se ter uma ideia, para uma cisterna de 2.800L com todos os itens necessários para um bom sistema de captação de água e com instalação inclusa costuma sair a partir de R$7.500,00. As cisternas que contam com uma maior capacidade de captação de água apresentam valores superiores a este, da mesma forma que cisternas menores também apresentam valores menores.

Cisterna ou sisterna?

Muitas pessoas se confundem e acabam tendo dúvidas em relação a escrita correta. É cisterna ou sisterna? Esta é uma dúvida bastante comum e vamos acabar com ela de uma vez por todas. A grafia correta é CISTERNA, com C. A palavra sisterna não existe no dicionário brasileiro.

Cisterna subterrânea

Muito se fala sobre as cisternas, mas você sabia que é possível que você tenha a sua cisterna em um sistema subterrâneo? É isto mesmo! Se você se interessou pela ideia e quer ter a sua, venha descobrir mais sobre este modelo de cisterna!

Primeiramente, para que este modelo seja instalado, é necessário que o terreno de sua residência seja bem analisado, tanto em largura quando em profundidade. Também é necessário atenção redobrada para que sua cisterna esteja vedada da melhor forma possível, pois assim não corre risco de que nenhum animal ou inseto entre dentro dela.

Os modelos de plástico e fibra de vidro são os mais indicados para este caso, pois não transferem nenhum odor para a água coletada, além de preservar a qualidade da água. Se você não tem tanto espaço disponível, vale a pena dar uma pesquisada em cisternas verticais, pois estes modelos são desenvolvidos pensando justamente em residências que contam com espaços limitados.

Cisternas residenciais

Cisternas residenciais são as cisternas comuns, estas que estamos tratando durante todo o texto. Os modelos de cisternas aqui apresentados podem ser implantados em todo os ambientes: em residências, em comércios, em meios rurais, em todos os lugares as cisternas apresentam um ótimo funcionamento.

Diferenças entre cisterna e caixa d’água

Existe muita dúvida acerca das cisternas e caixas d’água, uma vez que ambas são utilizadas para a armazenagem. Mas elas têm algumas diferenças que são bem marcantes! Vamos apresentá-las a você e você nunca mais confundirá as duas! Confira:

  • Cisterna: A cisterna é um reservatório de água que se instala sobre o chão ou pode ser subterrânea. A cisterna serve para que a água da chuva seja captada e assim reutilizada em atividades do dia a dia que não exigem o uso de água filtrada, como descargas, regagem de plantas e etc.

Caixa d’água: A caixa de água é responsável por armazenar água e abastecer todo o imóvel, especialmente em dias que o fornecimento público é escasso ou interrompido.